Enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas do Hospital de Base estão paralisados


Com salários atrasados há mais de 25 dias e remuneração abaixo até mesmo do salário mínimo, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem que atendem no Hospital de Base pela Fundação José Silveira, paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (21).

O Blog do Sena esteve no local e verificou que os funcionários estão na porta de braços cruzados. De acordo com uma técnica de enfermagem, no contracheque disponibilizado consta como se o salário já tivesse sido depositado, o que não ocorreu.

“Somos funcionários responsáveis, não faltamos e temos contar a pagar”, declarou. Além do atraso, os funcionários reivindicam um aumento salarial, uma vez que a remuneração constante no contracheque está abaixo do salário mínimo. “Queremos um salário proporcional ao nosso trabalho, porque o que a gente vem recebendo não é justo”, argumentou.

Os funcionários não têm previsão de retornar às atividades. Com a grande demanda de pacientes, o atendimento do Hospital de Base, um dos maiores da região, ficará ainda mais comprometido sem a equipe da Fundação, que conta com mais de 300 profissionais. Blog do Sena