Blog do Jorge Amorim

Pela primeira vez na história, uma atleta transgênero vai participar das Olimpíadas

Hoje, Fumino Sugiyama vive feliz e fala sobre a sua ex-profissão com tranquilidade. Ele foi atleta da seleção japonesa feminina de esgrima. Fumino fez a transição de gênero quando tinha 27 anos, depois que se aposentou do esporte. Agora é pai de dois filhos, ativista e primeiro transgênero a assumir um cargo no Comitê Olímpico do Japão.

“Nunca me senti bem no esporte, me sentia mal vestindo uniformes femininos. Agora, vou trabalhar para que tenhamos mais diversidade”, conta Fumino.

E esse é um dos principais temas dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pela primeira vez na história, uma atleta transgênero vai participar das Olimpíadas: Laurel Hubbard, do levantamento de peso da Nova Zelândia.

“A Laurel pode abrir portas no esporte e no Japão, para que mais atletas se assumam e para que transgêneros possam sonhar entrar para o esporte”, diz Fumino.

Mas, ao lado dessa mensagem de inclusão e respeito, existe um debate importante sobre justiça em competições esportivas. Laurel Hubbard competiu como homem até os 30 anos e, em 2013 fez a transição de gênero. Hoje, ela tem 43.

Para conseguir se classificar para as Olimpíadas, ela teve que manter, por 12 meses, o nível de testosterona do corpo abaixo de um número determinado pela Federação Internacional de Levantamento de Peso. Saiba mais na reportagem acima.

*G1


Curta e Compartilhe.


Leia Também