Sessão Especial: Câmara discutirá atendimento do Bradesco e Correios em Barra do Choça


A Câmara Municipal de Barra do Choça, estará recebendo nesta segunda-feira (13.09), representantes dos Correios e da Agência bancária  Bradesco, para responderem à população, sobre as constantes queixas pelo atendimento que está sendo disponibilizado aos clientes do município.
Na oportunidade, a população poderá participar e manifestar publicamente as suas queixas sobre o atendimento que estas instituições vem dando aos seus clientes, O Sindicato dos Professores Municipais de Barra do Choça – SIMPROBAC, Sindicato dos Servidores Municipais SINSEB e Câmara Diretores Lojistas CDL, confirmaram as suas presenças.
Segundo o vereador Jorge Amorim, a situação é tão preocupante que faz necessário a participação de toda a comunidade para que os responsáveis tomem providências para que os serviços sejam restabelecidos com qualidade e que a população seja de fato respeitada, afirmou o vereador.

Vêm aí o Campeonato da Zona Rural 2010 de Barra do Choça


Estiveram reunidos no último sábado (11.09) em Barra do Choça, os representantes das equipes da Zona Rural do município, a fim de tratar sobre o projeto do Campeonato de futebol de campo  da Zona Rural 2010.
Estiveram presentes o Coordenador de Esportes e Lazer do município Francisco Amorim, os vereadores Ailton Moreira e Jorge Amorim, além dos representantes das equipes que disputarão a competição deste ano. O objetivo da reunião foi para debaterem de forma objetiva a realização do projeto para o ano. Na oportunidade o Coordenador de Esportes Francisco Amorim, apresentou algumas sugestões a serem implementadas na competição, algumas delas aceitas e outras não, ficando claro e evidente a liberdade de expressão de cada um das lideranças em participar e ter a sua opinião aceita pela coordenação.
O projeto contará com a participação das equipes: Vila Dias, Cruzeiro (Stº Antonio II), Flamengo (Stº Antonio I), Ajax (Boa Vista), Gaviãozinho, Sossego, Brejão, Barreiros, União (Muritiba). Em dois grupos, ficou assim divididos:
Grupo A
·         Flamengo
·         Boa Vista
·         Vila Dias
·         Brejão
·         Cruzeiro
Grupo B
·         Gaviãozinho
·         Ajax
·         União
·         Barreiro
·         Sossego

O torneio que dará inicio a competição será no próximo domingo, 19 de setembro no Santo Antonio I, onde as equipes estarão competindo o Torneio Início.
Já a abertura do Campeonato será no dia 26 de setembro com dois jogos, um na Vila Dias entre a Vila Dias x Cruzeiro; e o outro no Boa Vista, entre Ajax X Barreiro. Sem sombra de dúvida será uma grande competição, pois segundo o vereador Ailton Moreira o futebol é para as comunidades rurais, lazer, entretenimento e diversão, é também uma forma de movimentar as comunidades, gerando emprego e renda e combater o uso excessivo do álcool, pois segundo ele, o álcool e esporte não combinam, afirmou o vereador.
Já o vereador Jorge Amorim, parabenizou a Administração Municipal através do Departamento de Esportes pela realização do evento e do modo como é construída a competição,  disse também que o campeonato é uma das formas mais eficientes de interação social e de elevação da auto-estima das pessoas, e investir no esporte, é investir no bem estar da população. Afirmou o vereador.

ESCOLAS RECEBERÃO R$ 207.312,70 DO PDDE


As escolas da Rede Municipal de Ensino de Barra do Choça receberam do FNDE, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE, o montante de R$ 207.312,70 (duzentos e sete mil trezentos e doze reais e setenta centavos).
O Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) tem por finalidade prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas públicas da educação básica das redes estaduais, municipais e do Distrito Federal e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos, registradas no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) como beneficentes de assistência social, ou outras similares de atendimento direto e gratuito ao público.
O programa engloba várias ações e objetiva a melhora da infraestrutura física e pedagógica das escolas e o reforço da autogestão escolar nos planos financeiro, administrativo e didático, contribuindo para elevar os índices de desempenho da educação básica.
Os recursos são transferidos independentemente da celebração de convênio ou instrumento congênere, de acordo com o número de alunos extraído do Censo Escolar do ano anterior ao do repasse.
Fonte: Semed Barra do Choça

Apoiadores de Bete promovem grande carreata em Conquista


Enquanto em Salvador acontecia a plenária da campanha a deputada estadual de Bete Wagner, em Vitória da Conquista (a 521 km de Salvador) acontecia uma concorrida carreata, com participação de dezenas de carros de apoiadores da candidata.
                     
Conquista é um dos mais expressivos municípios, entre os 140 aonde Bete vem ampliando manifestações de apoio. Os militantes da candidatura de Bete Wagner percorreram toda a cidade promovendo bandeiraços e conduzindo automóveis adesivados com as peças da campanha, numa ação simbólica da emblemática marcha de Bete à Assembléia Legislativa.

Acesse: www.betewagner43437.com.br

BARRA DO CHOÇA: Câmara discute mau atendimento dos Correios e do Bradesco


A Câmara Municipal de Barra do Choça, apresentou nesta quarta-feira (08.09), uma discussão sobre a problemática que envolve a Agência do Bradesco e os Correios de Barra do Choça. Na oportunidade, O senhor Ercílio Portela (65), insatisfeito com os serviços prestados principalmente pelo Bradesco, solicitou da Câmara de Vereadores apoio para os idosos que estão sendo desrespeitados pela Agência, afirmou ainda que além da insegurança que são obrigados a submeter, ficam horas e horas na fila dos correios para receberem uma senha e muitos não conseguem, e acabam voltando para as suas casas sem atendimento. 
O vereador Jorge Amorim, relatou o que a Câmara de vereadores já tinha feito a respeito do tratamento que a Agência do Bradesco vinha dando aos clientes de Barra do Choça, falou sobre as propostas apresentas pelo banco para resolverem as reclamações dos clientes, e disse que estas não foram suficientes para sanar o problemas, principalmente por que algumas delas ainda não saíram do papel. Em seguida o vereador apresentou alguns slids, que registravam a longa fila de espera em frente aos correios, na sua maioria idosos, enfermos, enfim  aposentados que buscam na agência dos correios, o recebimento de seus benefícios.
Após a explanação do vereador e do senhor Ercílio Portela, todos os vereadores apresentaram-se solidários a discussão e cobrou da Câmara, providência para resolver os problemas, em seguida o Presidente Ailton Moreira, determinou a secretária da Casa, que convidasse o Ministério Público na pessoa da Promotora Solange Anatólio, e convocasse os responsáveis pelo Bradesco e pelo Correios na região, para participarem da sessão da próxima segunda-feira (13.09). É importante que os clientes destas duas agências possam estar participando desta sessão, pois ali, poderão estar relatando aos responsáveis o descaso e o desrespeito com o morador de Barra do Choça, afirmou o vereador Jorge Amorim.

Um pouco sobre o 7 de Setembro…


Por que, mais de meio século depois, a monarquia se interessou em resgatar esse pedaço da história? De acordo com a historiadora Cecília Helena de Salles Oliveira, diretora do Museu Paulista e autora do livro “O Brado do Ipiranga”, as elites e os intelectuais tinham interesse em eternizar esses momentos para a configuração da nacionalidade. O século 19 é rico na chamada pintura histórica, tanto aqui – a primeira missa no Brasil, em 1500, só virou quadro em 1860, pelos pincéis de Victor Meirelles – quanto no exterior – “Coroação de Napoleão”, de Jacques Louis David, é um dos marcos da nacionalização francesa.
Era, também, uma tentativa da sociedade de registrar seu tempo, já que, do contrário, provavelmente os fatos cairiam no esquecimento. O próprio Pedro Américo fala sobre isso em um folheto que escreveu ao concluir sua pintura: “é preciso conter a voracidade do tempo e tornar imortal algo que as gerações atuais não viram”. No mesmo espaço, tenta justificar as liberdades que teve ao imortalizar em tinta a rebeldia de Dom Pedro – “a realidade inspira, e não escraviza o pintor”.
Ninguém sabe, ninguém viu
As liberdades, aliás, foram várias. Para começar, os numerosos oficiais de branco e penacho nunca poderiam ter sido tantos. “[Pedro Américo] aumentou muito esse número. A guarda do imperador só foi organizada meses depois. Ele quis fazer uma encenação de caráter público para uma decisão que nunca poderia ter sido dada publicamente, que ninguém viu, já que estava a nove quilômetros do centro da cidade, no meio de um arrabalde, onde não havia nada”, afirma a professora.
Por isso, os simpatizantes da independência e correligionários de Dom Pedro dificilmente estariam ali. No canto direito, inclusive, há um senhor de cartola empunhando um guarda-chuva como se fosse uma espada. Uma lenda afirma que se trata de um tio de Pedro Américo, homenageado pelo pintor, mas a historiadora afasta essa possibilidade. “É mais para ornamentar a tela, para dizer que não apenas os tropeiros, mas a população civil também se envolveu no assunto.”
Quer saber maiis? www.
http://ultimosegundo.ig.com.br