Morre em Planalto aos 50 anos, Urias Arifa Caetité

É com pesar que o Blog do Jorge Amorim, vem a público comunicar o falecimento do planaltense Urias Arifa Caetité, de 50 anos. Urias Arifa, era um seguidor  assíduo do Blog do Jorge Amorim Natural de Itarantim, Urias Arifa escolheu o município de Planalto para viver, onde construiu uma grande rede de amigos. De acordo com o Blog Planalto … Leia Mais


Contagem regressiva: falta pouco para o Festival de Inverno

A estrutura da 15ª edição do Festival de Inverno Bahia (FIB) já está praticamente pronta no Parque de Exposições Teopompo de Almeida, em Vitória da Conquista. Faltando pouco tempo para o evento debutar, o presente é para o público que ganha um evento cheio de diversidade de ritmos, com espaços diferenciados e ações que vão … Leia Mais





Mensagem póstuma à Dona Dete, minha sogra, avó de minha filha – Por Hélio Gusmão


Mensagem póstuma à Dona Dete, minha sogra, avó de minha filha Bruna Amorim Gusmão, falecida dia 12/9 )na mesma data em que faziamos memória aos 33 anos da partida de meu pai Helio Gusmão para o Pai).

A imagem pode conter: Carlos Alberto Amorim Chaves, listras
HILDETE AMORIM CHAVES – * 12.08.2019

Dete, Detinha, dona Dete, Mãe, Mainha, Vó, Vó Dete, Bisa, Madrinha..

Assim como Maria (Nossa Senhora das Vitórias, das Graças, de Lourdes, de Fátima…), ela tinha muitas designações especificas de ser reconhecida e chamada.
Eu a conheci em meados dos anos 70, quando, participando de Grupo de Jovens da Catedral, conheci sua filha Maria de Lourdes Amorim Chaves (Lurdinha) e por ela acabei entrando definitivamente na vida familiar da qual dona Dete (assim era como eu a designava) era (e sempre será) a Matriarca, sendo que esse meu vínculo direto com dona Dete se perpetuou (e continuará perpetuo), porquê a amizade com Lurdinha passou a ser enlace romântico: nos tornamos companheiros de vivência mutua e dessa convivência foi gerada a segunda neta dela: Bruna Amorim Gusmão, que sempre (mesmo nas reminiscências) a designará como Vó Dete.A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Carlos Alberto Amorim Chaves e Helio Da Silva Gusmão Filho, pessoas sorrindoA relação inicial com dona Dete, materializada na presença constante em sua casa (ali na da Rua Democratas – residência da família -), se pautou na amizade profunda, no acolhimento, na alegria de diversos encontros ali originados com Lurdinha e outras pessoas próximas e, mais tarde, alongada na inter-relação com seus filhos e filhas: Ângela, Beto, Luciano, Verônica e Ricardo, estendendo esse vínculo a muitos outros parentes (hoje maior ainda por causa dos netos, bisneta, genros e noras), confirmado esse laço parental/amizade como realidade perpetua, pela graça de Deus.A imagem pode conter: uma ou mais pessoasHoje tenho 58 anos de idade, sendo que há 42 anos se confirmou minha convivência (poucos anos, nesse interim, fiquei afastado de Conquista, quando aqui estava a família dela era a minha segunda família) com dona Dete e familiares. Como realidade humana é claro que dentro desse espirito de convivência, houve algumas rusgas (assim como, também, na minha família original isso é latente), mas sempre imperou o grande elã de fraternidade, amor e paz entre nós. A materialidade de Bruna, se tornou a mola mestra desse relacionamento direto com dona Dete e família, sendo dona Dete para Bruna a presença marcante do espirito da mãe dela: Lurdinha, a qual Bruna só teve 1 ano e 26 dias de convivência, mas que pelo cerne de dona Dete, Lurdinha se fez presente na criação dela e essa máxima, foi e será sempre, o estigma da edificação da e na vida de Bruna. Isso aqui relatado não é somente expressão verborrágica e sim afirmação sincera e verdadeira. (mais…)


Tsunami da Educação toma as ruas de Vitória da Conquista; mais um protesto convocado pela União Nacional dos Estudantes


Mais um protesto convocado pela União Nacional dos Estudantes tomou as ruas do Brasil conta os cortes na Educação. Esse já é o terceiro protesto contra o corte de verbas somente esse ano.

Em Vitória da Conquista, os estudantes, professores e demais profissionais da Educação tomaram as ruas com faixas, cartazes e apitos em protesto contra o corte de investimentos.

A mobilizações desse dia 13 de agosto foi apelidado de “Tsunami da Educação”.

Além da da pauta Educação, os protestos também são contra a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência que foi aprovado recentemente pelo congresso nacional. Blog do Sena


Rui reconhece situação de emergência em Vitória da Conquista por conta de estiagem


Governador reconhece situação de emergência em Vitória da Conquista por conta de estiagem

Foto: Reprodução / Imagem / TV Sudoeste

O governador Rui Costa (PT) reconheceu, neste domingo (11), situação de emergência em Vitória da Conquista e Maetinga por conta da estiagem. Ao declarar a situação de emergência por conta dos problemas causados pela falta de chuva, as prefeituras das cidades obtêm facilitações na contratação de serviços que envolvam a questão.  Os decretos públicos neste domingo no Diário Oficial têm duração de 180 dias e podem ser prorrogados.

A situação de emergência também foi decretada pelo governador em Ibicaraí  por conta do deslizamento de solo. A decisão considera os danos decorrentes as atividades econômicas e a população nas cidades baianas. 

Os decretos foram assinados por Rui e por Carlos Mello, secretário da Casa Civil em exercício. Bahia Notícias