Após Barroso mandar uma, Fachin envia à 1ª instância outras duas denúncias da PGR contra Temer

Ex-presidente foi denunciado por corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa; ele sempre negou irregularidades. Temer perdeu direito ao foro ao deixar Planalto. O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou à primeira instância da Justiça duas denúncias apresentadas pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra o ex-presidente Michel Temer. As decisões foram … Leia Mais



LEI ANTICRIME: Moro anuncia hoje medidas ‘objetivas’ contra corrupção


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou em um vídeo publicado ontem (2) que o projeto de lei anticrime a ser enviado ao Congresso Nacional terá “medidas bastante objetivas” e “fáceis de serem explicadas” contra corrupção, crime organizado e crimes violentos.

O titular da pasta apresenta o projeto hoje(4) em uma reunião com governadores e secretários de segurança, em Brasília.

De acordo com o Ministério da Justiça, a proposta será encaminhada para análise de deputados e senadores nos “próximos dias”.

O projeto da lei anticrime é um dos que integram a lista de metas prioritárias para os primeiros 100 dias do governo Jair Bolsonaro.


Nova Eleição da mesa diretora da Câmara de Barra do Choça será nesta sexta-feira, 04/01


A nova eleição para a mesa diretora da Câmara de Vereadores de Barra do Choça, ocorre nesta sexta-feira (04). Os vereadores retornam ao plenário após justiça anular votação realizada no último dia 20/12.

A sessão entrou para a história política do município, após lambança de vereador que votou contra ele mesmo. O Blog do Jorge Amorim e a Rádio Barra WEB transmitem ao vivo a Sessão Especial desta sexta-feira, (04). Todos devem comparecer!


Bolsonaro diz que legislação trabalhista ‘vai ter que se aproximar da informalidade’


O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (12) que a legislação trabalhista, no que for possível, “vai ter que se aproximar da informalidade”.

Deu a declaração durante discurso em reunião com a bancada do DEM, em Brasília. Nesta quarta, Bolsonaro teve encontros com as bancadas do partido dele, o PSL, o PP e o DEM.

“Mostrar para a população que nós queremos o Bolsa Família, mas queremos também que saiam do Bolsa Família por ter oportunidade de emprego, entre outras coisas. Uma equipe econômica, o futuro ministro tem falado. Por exemplo, a legislação trabalhista, no que for possível – eu sei que está engessada – no artigo sétimo, vai ter que se aproximar da informalidade”, disse Bolsonaro.

O artigo sétimo da Constituição é o que garante o décimo terceiro salário, férias, seguro desemprego, entre outros direitos aos trabalhadores.

“Ser patrão no Brasil é um tormento. Eu não quero, eu podia uma micro empresa com cinco funcionários. Não tenho por que? Eu sei das consequências depois se o meu negócio der errado, se eu mandar alguém embora, entre outras coisas. Devemos mudar isso daí”, declarou o presidente eleito.

A fala de Bolsonaro foi registradas em vídeo publicado no Facebook do deputado federal Francisco Floriano (DEM-RJ).

Bolsonaro também criticou a atuação do Ministério Público do Trabalho. “Outra coisa bastante amadurecida: o Ministério Público do Trabalho. Pelo amor de Deus, se tiver clima a gente resolve esse problema. Não dá mais para continuar – quem produz sendo vítimas de ações de uma minoria, mas de uma minoria atuante”, afirmou.

“Então nós queremos que tenha fiscalização? Sim, mas que vê o que tá errado e faz observações, dá um prazo e depois volta. Se aquilo não foi, não foi, a exigência não foi atingida, aí vai e multa e não fazer como está aí”, disse.

*G1

(mais…)