‘Mamãe, não chora’, disse menina de 5 anos antes de morrer baleada

Atingida por uma bala perdida quando seguia para a escola, a pequena Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, 5 anos, ainda tentou tranquilizar a mãe, que estava aos prantos, logo após ser baleada na perna num ataque a tiros que também matou um adolescente em Realengo, na Zona Oeste. ‘Mamãe, não chora, não’, disse a garotinha, … Leia Mais






Comando Geral da Polícia Militar diz que possível greve não tem adesão da categoria


Policiamento segue acontecendo normalmente no estado

O Comando Geral da Polícia Militar afirma que recebeu a informação de uma greve decretada pelo deputado estadual e representante da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), Soldado Prisco (PSC) e que trata-se de um movimento político sem a adesão da PM. “A Polícia Militar informa que o movimento político tem a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido”, diz.

A Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade. Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar.

*Varela Notícias


Disque 100: Bahia tem 5 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes por dia


Entre 2011 e 2018 foram registradas 168.349 ligações para o Disque 100 com denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. O número, que foi coletado pelo BNews, corresponde a uma média de 58 chamadas por dia no período.

No ranking nacional da série histórica, a Bahia ocupa a terceira posição entre os estados com mais ocorrências registradas, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. Foram 15.369 ligações, uma média de 5 por dia. Entre janeiro e abril de 2019, o Disque 100 já recebeu 300 denúncias no estado. Já Roraima, Amapá e Tocantins tiveram os menores números entre 2011 e 2018.

De acordo com dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos para o período, 7 em cada 10 vítimas são meninas pardas, com média de idade entre 12 e 14 anos. Já a maioria dos acusados são homens entre 25 e 30 anos e que não tem relação de parentesco com a jovem. Os dados mostram, ainda, que a maior parte das violências aconteceu na casa da vítima e foi reportada por desconhecidos.

O Disque 100 funciona todos os dias e as ligações, que podem ser feitas de qualquer lugar do país, são gratuitas. Além do telefone, as denúncias podem ser registradas pelo aplicativo Proteja Brasil e Ouvidoria Online do Ministério.

*Bocão News


Bolsonaro sanciona projeto que amplia posse de arma em propriedades rurais


O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (17) o projeto que amplia a posse de arma dentro de uma propriedade rural. O texto agora passa a valer como lei. Pelas regras atuais do Estatuto do Desarmamento, o dono de uma fazenda, por exemplo, só poderia manter uma arma dentro da sede da propriedade. Com a nova norma, ele poderá andar armado em toda a extensão do imóvel rural.

O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados em agosto (veja no vídeo no fim da reportagem) e tem teor semelhante ao de um decreto editado por Bolsonaro que trata do registro e da posse de armas de fogo. O decreto já previa que a posse de arma valesse para “toda a extensão da área particular do imóvel, edificada ou não”, mesmo quando se tratasse de imóvel rural.

O texto aprovado pela Câmara estabeleceu a chamada “posse rural estendida”. Ou seja, permitiu que a posse de arma se estenda por toda a propriedade rural. Ao chegar a Brasília nesta segunda (16), após passar por uma cirurgia para a correção de uma hérnia, Bolsonaro disse que não iria “tolher ninguém de bem a ter seu porte ou posse de arma no campo”. O prazo limite para a sanção era esta terça.

*G1

(mais…)