BRASIL: Fátima Bernardes ganha cachê de R$ 5 milhões para ser garota-propaganda

A saída do Jornal Nacional provocou outra mudança na carreira de Fátima Bernardes. Pela primeira vez a jornalista aparece como garota-propaganda à frente de um comercial de TV. Segundo o jornal Extra, a apresentadora vai ganhar R$ 5 milhões enquanto a campanha da Seara, do grupo JBS, estiver no ar. O departamento comercial da emissora e os diretores do programa Encontros é que avaliam, … Leia Mais


BAHIA: Thales é o grande destaque do Canta Salvador.

Com um slogan que lembra o mesmo lema do Festival de Verão, “Movidos pela Fé”, o Canta Salvador, evento gospel realizado em Salvador nesta sábado (8), reuniu cerca de 30 mil fiéis no Parque de Exposição. O público se reuniu para “adorar ao Senhor” ao som de Damares, rapper Pregador Luo, Fernandinho, Thalles Roberto e … Leia Mais


MUNDO: Café pode reduzir até 25% o risco de DIABETES

Segundo um estudo internacional do Instituto de Informação Científica sobre Café, o consumo moderado de café pode reduzir até 25% do risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2. No seguimento de um teste oral de tolerância de glucose – com 12g de café descafeinado, 1g de ácido clorogénico e 500 mg de trigonelina ou placebo … Leia Mais


MUNDO: FBI considera terroristas os ataques em Boston

O FBI já considera os ataques ocorridos nesta segunda-feira (15) em Boston (EUA) como terroristas, de acordo com a imprensa americana. A chegada da maratona de Boston hoje teve duas explosões que aterrorizaram participantes e espectadores. Ainda não há informações sobre as causas do incidente, nem confirmação oficial do número de mortos e feridos. Segundo … Leia Mais


MUNDO: Papa diz que decidiu nome após frase de cardeal brasileiro

O Papa Francisco disse, neste sábado (16), em um encontro com a imprensa na sala Paulo VI, no Vaticano, que escolheu seu nome de líder da Igreja Católica após falar com o cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo, que participou do conclave que o elegeu. “Na eleição, eu tinha ao meu lado o arcebispo … Leia Mais


MUNDO: Novo Papa é o argentino Jorge Mario Bergoglio: Papa Francisco


O papa Francisco aparece no balcão central da Basílica de São Pedro pela primeira vez como Sumo Pontífice Foto: AP

O novo papa da Igreja Católica é o argentino Jorge Mario Bergoglio, 76 anos. Francisco, como ele escolheu ser chamado, apareceu no balcão central da Basílica de São Pedro e, falando em italiano, se dirigiu aos fiéis reunidos na Praça São Pedro. Vestido inteiramente de branco, ele apareceu cerca de 1h20 depois da fumaça branca que anunciou sua escolha.

O anúncio do nome do novo papa foi feito pelo cardeal protodiácono francês Jean-Louis Tauran às 20h14 (16h14). Do balcão da basílica, ele proferiu a tradicional frase Habemus Papam, anunciando na sequência o novo líder da Igreja Católica. Francisco, alcunha que homenageia São Francisco de Assis – o santo dos pobres – e nunca tinha sido usada, é o primeiro papa sul-americano. Após suas primeiras palavras, ele  pediu uma oração em nome do Papa Emérito Bento XVI e conduziu o “Pai Nosso”, reproduzido em coro pela multidão de fiéis.

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi escolhido novo papa da Igreja Católica. Bergoglio nasceu em 1936 em Buenos Aires. Ele foi nomeado cardeal em 2001 por João Paulo II. O novo papa não estava entre os principais cotados por especialistas, nem por casas de apostas. Ele é o primeiro papa sul-americano. O nome Francisco é uma homenagem a São Francisco de Assis

Ele também pediu que os fiéis “sigam um caminho de fraternidade, de amor” e de “evangelização” e pediu à multidão um minuto de silêncio: “Rezem por mim e deem-me a vossa bênção”. Em seguida, proferiu a bênção Urbi et Orbi (da cidade para o mundo), encerrando, assim, o protocolo oficial do Conclave papal.

Jorge Bergoglio, 76 anos, tem origem jesuíta e ficou conhecido por haver sido responsável na América Latina pela redação do documento sobre o segredo de Aparecida. Figura controvertida no cenário argentino, ele se destaca por sua forte personalidade e pelo afrontamento declarado à atual força política do país, o Kirchnerismo.

O Conclave O cerimonial do Conclave papal iniciou na manhã de terça-feira (dia 12), com a realização da missa Pro Eligendo Papa. Na parte da tarde, os 115 cardeais se reuniram na Capela Sistina e prestaram, um por um, juramento de manter segredo durante a duração do processo eleitoral. Em seguida, as portas foram fechadas. Às 19h42 (15h42 de Brasília), a primeira fumaça negra foi expelida, indicando que o primeiro dia acabava sem que um papa fosse escolhido.
O Conclave
O cerimonial do Conclave papal iniciou na manhã de terça-feira (dia 12), com a realização da missa Pro Eligendo Papa. Na parte da tarde, os 115 cardeais se reuniram na Capela Sistina e prestaram, um por um, juramento de manter segredo durante a duração do processo eleitoral. Em seguida, as portas foram fechadas. Às 19h42 (15h42 de Brasília), a primeira fumaça negra foi expelida, indicando que o primeiro dia acabava sem que um papa fosse escolhido.

Bergoglio foi nomeado cardeal em 2001 por João Paulo II e atualmente era o arcebispo da capital argentina. O novo papa não estava entre os principais cotados por especialistas, nem por casas de apostas.  Após quatro votações inconclusivas em pouco menos de 24 horas, a fumaça branca apareceu às 19h05 (15h05, de Brasília) desta quarta-feira ao fim do quinto escrutínio, para a alegria e emoção da multidão reunida.

Entre a fumaça e o anúncio do nome do eleito, o público celebrou e entoou coros de “viva, o Papa”. A multidão também reagiu intensamente quando uma banda executou o hino italiano dentro das dependências da praça.

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi escolhido novo papa da Igreja Católica. Bergoglio nasceu em 1936 em Buenos Aires. Ele foi nomeado cardeal em 2001 por João Paulo II. O novo papa não estava entre os principais cotados por especialistas, nem por casas de apostas. Ele é o primeiro papa sul-americano. O nome Francisco é uma homenagem a São Francisco de Assis


MUNDO: Conclave, Bispo brasileiro favorito a novo PAPA


Odilo Scherer
Odilo Scherer

No dia em que a data do conclave foi divulgada, a lista de cardeais que mais circulam no meio eclesiástico e na imprensa internacional foi reduzida. Nesta sexta-feira, os principais jornais da Itália e alguns dos vaticanistas mais respeitados indicaram que os favoritos para suceder o papa Bento XVI são dois: o italiano Angelo Scola, arcebispo de Milão, e o brasileiro Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo. Mas o favoritismo tem um preço: em caso de impasse, uma terceira via poderá ser apresentada na janela do Vaticano.  

O favoritismo de Scola e de Scherer ficou claro nas páginas dos diários La Repubblica, La Stampa e Il Messaggero, além da revista Panorama, quatro dos mais respeitados veículos de imprensa da Itália. Todos convergiram na sexta-feira quanto aos cardeais que teriam saído fortalecidos das Congregações Gerais, as reuniões pré-conclave do Colégio Cardinalício. “Partida entre dois no conclave”, escreveu o La Repubblica, que mencionou o brasileiro como “homem forte do IOR”, o Banco do Vaticano. Segundo o diário, Scola seria sustentado por cardeais reformistas, enquanto Scherer seria o “representante da cúria”, avesso a reformas na Igreja. Na mesma linha, o jornal La Stampa lembrou que grande parte dos cardeais teria optado pela escolha de um papa não europeu. O diário afirma que candidatos “emergentes” poderiam reunir até 50 votos desde o primeiro turno de votações, de um total de 115. Para ser escolhido, um cardeal precisa de 77 votos.

“Um dos candidatos mais populares é o brasileiro Odilo Pedro Scherer”, afirma o jornal. Para Lucetta Scaraffia, historiadora e vaticanista da Universidade La Sapienza, de Roma, o conclave que começa nesta terça-feira (12) é aquele com maiores chances de que o eleito venha de fora da Europa. Agência Estado.


MUNDO: Aos 58 anos, morre o presidente venezuelano Hugo Chávez


3chavesO presidente da Venezuela, Hugo Chávez, morreu na tarde desta terça-feira (5), aos 58 anos, na capital Caracas. Ele lutava contra um câncer desde junho de 2011 e, após realizar um tratamento em Cuba contra a doença, havia voltado ao país natal em fevereiro deste ano.
Chávez foi um dos mais destacados e controversos líderes da América Latina. Desde que assumiu o comando da Venezuela, em 1999, o militar da reserva promoveu mudanças à esquerda, na política e na economia. Ele nacionalizou empresas privadas, atribuiu ao Estado atividades essenciais, além de mudar a Constituição, o nome, a bandeira e até o fuso horário do país (1h30 a menos que o horário de Brasília). Chávez foi reeleito pela primeira vez em 2006, com mais de 62% dos votos, e novamente em 2012, com 54%.
Ele tentou chegar ao poder pela primeira vez em 1992 através de uma tentativa fracassada de golpe de Estado, que fez com que fosse preso. Em 2002, já no comando do país, sofreu um golpe de Estado que o tirou do poder por quase 48 horas. Foi restituído por militares leais, com a mobilização de milhares de seguidores. G1