Reabertura de escolas contaminou 97 mil crianças por covid-19

Alto índice de contaminação nos Estados Unidos leva especialistas a questionar estratégia de volta às aulas. Kit de teste caseiro pode ser adotado  Escola na Virgínia: reabertura levanta questionamentos sobre o risco de disseminação maior da covid-19 (Kevin Lamarque/Reuters) Em apenas duas semanas, 97 mil crianças foram infectadas pelo coronavírus nos Estados Unidos. Os dados foram divulgados … Leia Mais


Explosão em Beirute deixa mais de 100 mortos e 4 mil feridos

A suspeita é de que a explosão aconteceu em um depósito de nitrato de amônio, um tipo de fertilizante, na zona portuária da capital libanesa. Uma explosão na região portuária de Beirute deixou mais de 100 mortos e cerca de 4 mil feridos nesta terça-feira (4), segundo a contagem oficial do governo do Líbano e da Cruz Vermelha. A … Leia Mais



Apostas esportivas a todo vapor com retorno do futebol europeu

Para alegria geral dos amantes de futebol, o segundo semestre promete colocar em dia, aos poucos, as atividades e cronogramas da modalidade desportiva. Na Europa, por exemplo, os principais campeonatos já possuem data prevista para retornar agora no mês de junho. Autoridades europeias já estão adotando estratégias para que serviços e comércios voltem a funcionar … Leia Mais


EUA passam de 1,3 milhão de casos e 78 mil mortes por coronavírus

 Contra a disseminação do novo coronavírus, funcionária limpa vagão do metrô em Nova York, nos Estados UnidosImagem: Lev Radin/Anadolu Agency via Getty Images O número de mortes causadas pelo novo coronavírus nos Estados Unidos cresceu para 78.771, de acordo com a última atualização do CDC (Centro para o Controle e Prevenção de Doenças americano). O número de … Leia Mais


O que se sabe sobre o estado de saúde de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte


Última aparição pública de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, é uma fotografia em que aparece vistoriando aviões militares datada de 12 de abril — Foto: KCNA/via Reuters

Última aparição pública de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, é uma fotografia em que aparece vistoriando aviões militares datada de 12 de abril 

 O verdadeiro estado de saúde do ditador da Coreia do NorteKim Jong-un, continua cercado de mistérios após a imprensa norte-americana noticiar, na segunda-feira (20), que ele apresentava estado grave após passar por cirurgia cardiovascular.

Isso porque informações sobre a ditadura norte-coreana são difíceis de serem confirmadas. A Coreia do Norte está entre os regimes mais fechados do mundo, e não relata com transparência o que ocorre com Kim ou outros dados do país.

Informações sobre gravidade da saúde de ditador norte-coreano perdem forças

Informações sobre gravidade da saúde de ditador norte-coreano perdem forças

As primeiras notícias de que Kim estava “em estado grave” foram transmitidas por fontes do governo dos Estados Unidos à imprensa norte-americana. Além disso, um site mantido por desertores da Coreia do Norte também publicou que o ditador teve as condições agravadas devido à obesidade e ao hábito de fumar.

 O governo da Coreia do Sul — que monitora a ditadura vizinha — não confirmou o estado de saúde, mas reconheceu que Kim passou por cirurgia. A China, que mantém laços com o regime norte-coreano, disse não ter registro sobre o ditador. G1 (mais…)

EUA: mortes por coronavírus superam 47 mil após grande aumento diário


De acordo com dados da Universidade de Washington, a estimativa é de que o país tenha 66 mil mortes por coronavírus até 4 de agosto, uma revisão para cima de sua estimativa anterior

Médicos preparando paciente para ambulância
                    Médicos preparando paciente para ambulância (Foto: REUTERS/David Ryder)
 As mortes por coronavírus nos Estados Unidos superaram 47.000 na quarta-feira, depois de subirem em um número quase recorde para um único dia na terça, segundo contagem da Reuters.

Um modelo da Universidade de Washington, frequentemente citado pela Casa Branca, projetou um total de quase 66.000 mortes por coronavírus nos EUA até 4 de agosto, uma revisão para cima de sua estimativa anterior, de 60.000 mortes. Nas taxas atuais, as mortes nos EUA podem chegar a 50.000 no final desta semana.

A primeira morte por coronavírus nos EUA ocorreu semanas antes do que se acreditava anteriormente, de acordo com as autoridades de saúde do condado da Califórnia que salvaram amostras de tecido por semanas até que pudessem ser testadas. A primeira morte nos EUA foi em 6 de fevereiro, em vez de 29 de fevereiro, segundo as autoridades.

Nas semanas seguintes, o número de mortos nos EUA subiu para o nível mais alto do mundo.

As mortes nos EUA totalizaram 47.050 na quarta-feira, com a contagem do dia em torno de 1.800, sendo que alguns Estados ainda não reportaram. As mortes nos EUA aumentaram em 2.792 somente na terça-feira, pouco menos do que um pico de 2.806 mortes em um único dia em 15 de abril.

O Estado de Nova York, epicentro do surto nos EUA, registrou 474 novas mortes na quarta-feira, o menor aumento desde 1º de abril. Alguns Estados próximos, como Pensilvânia e New Jersey, registraram um número recorde de mortes em um dia na terça-feira. Brasil 247.


Mortes por Covid-19 nos EUA passam de 40 mil


Bandeiras dos EUA em praia de Coney Island, em Nova York, neste domingo (19) — Foto: Andrew Kelly/Reuters

Bandeiras dos EUA em praia de Coney Island, em Nova York, neste domingo (19) — Foto: Andrew Kelly/Reuters

número de mortos por Covid-19 nos Estados Unidos ultrapassou a marca de 40 mil neste domingo (19), segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Ainda de acordo com o monitoramento da instituição, o país registra mais de 740 mil casos confirmados do novo coronavírus.

Os Estados Unidos são o país mais atingidos pela pandemia. Somente na cidade de Nova York, onde o uso de máscaras passou a ser obrigatório, o número de mortos pela Covid-19 chegou a 14 mil.

Homem usa máscara ao caminhar no Brooklyn, em Nova York, neste domingo (19) — Foto: Andrew Kelly/Reuters

Homem usa máscara ao caminhar no Brooklyn, em Nova York, neste domingo (19) — Foto: Andrew Kelly/Reuters

Esses números mostram a velocidade do espalhamento da pandemia. Os registros de mortes pularam de 30 mil para 40 mil nos Estados Unidos em apenas três dias.G1

(mais…)