Frigorífico em Itapetinga voltará a abater jumentos na próxima semana

A partir da próxima semana, um frigorífico de Itapetinga, vai começar o abate de jumentos. Segundo as informações divulgadas pela direção da empresa, a previsão é abater entre 500 a 600 animais. De acordo com o frigorífico, toda a produção será exportada para a China. O frigorífico de Itapetinga é o terceiro a abater jumentos na Bahia, … Leia Mais


Quem olha para os professores? – Por Jeremias Macário

Não dá para esquecer a primeira professora. Quando ainda menino e já labutava na roça com meus pais, lá pelos idos dos anos 50, Nina foi a minha primeira professora leiga, mas o que mais me marcou na vida foi sua penosa pobreza como agregada-escrava de um grande latifundiário. Aprendi com ela a escrever meu … Leia Mais


O Deputado Estadual Marcell Moraes apresenta projeto de lei que dispõe sobre a venda fracionada de medicamentos para os animais da Bahia

O projeto de lei nº (22.717/2018) do deputado Marcell Moraes, visa equipar a dispensação de insumos para os animais da mesma forma que é comercializado os remédios para seres humanos. Clínicas e Pet Shops de toda a Bahia terão que disponibilizar medicamentos veterinários de forma fracionada aos consumidores que procurarem os estabelecimentos. A proposta do … Leia Mais


Homem decide inovar e cria o “bike táxi”. Novo meio de transporte em conquista, ajudando pessoas durante a crise no transporte coletivo


A criatividade do conquistense é mesmo extraordinária. Em meio a crise do transporte público de Vitória da Conquista, vários bairros da cidade estão desassistidos de ônibus, principalmente os mais distantes.

No bairro Santa Marta, por exemplo, os moradores dizem que por lá a oferta de ônibus sempre foi ruim, mesmo em períodos normais sem crise. Mas agora com a lacração dos ônibus da viação Vitória, que são responsáveis pela linha que chega ao bairro, nenhum ônibus mais está passando por lá.

Daí já viu né? Se as empresas não atendem, se as vans demoram de passar e não tem dinheiro para táxi ou Uber, a solução é a “bike táxi”, ideia de um morador do bairro que está transportando as pessoas até um ponto de ônibus mais próximo, em busca de um trocado.

A ideia criativa foi de seu Josenilton, que agora presta serviço para a comunidade e ganha um dinheirinho em troca.*Blog do Rodrigo Ferraz


Estudante de Poções conquista o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro de Cubo Mágico 2018


O estudante da rede estadual de ensino, Gabriel Bergue, 17, que cursa o 2° ano no Colégio Estadual Eurides Santana, localizado em Poções (451 km de Salvador), conquistou o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro de Cubo Mágico 2018, na categoria “cubo com os pés”, realizado na semana passada, na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. Na competição, reconhecida pela Associação Mundial de Cubo Mágico (WCA), o estudante atingiu um novo recorde, quando obteve o terceiro melhor tempo feito na história do país, com 41 segundos. O recorde anterior era de 44 segundos nesta categoria.

Esta é a segunda vez que Gabriel participa do campeonato. No ano passado, ele havia conquistado o segundo lugar na mesma categoria. “Estou muito contente e satisfeito de ter atingido o primeiro lugar e ganhado uma medalha de ouro. Agora, pretendo promover um workshop na escola para ensinar as técnicas a outros estudantes e, também, promover um campeonato local”, comemora o estudante, ao revelar que aprendeu a montar o cubo em 2016, através de amigos e vendo dicas na internet.

Ele também afirma que o esporte traz alguns benefícios para os estudos. “O esporte tem contribuído muito para o meu desempenho nas disciplinas exatas, principalmente Matemática. Além do raciocínio lógico, o esporte ajuda a estimular a memória cognitiva e contribui para termos uma melhor atenção e concentração”, pontua o estudante.

Ainda este ano, Gabriel participará de mais três competições: o Campeonato Vila 2018, em Salvador; Brasília Springs 2018, em Brasília, e o Campeonato Sul-Americano 2018, em São Paulo. *Assessoria de Comunicação – ASCOM


Maior eclipse total da Lua do século 21 ocorre nesta sexta


Olhar para o céu no início da noite desta sexta-feira (27/07) será um convite obrigatório. A partir das 16h30 começa o eclipse lunar mais longo do século 21, que deve durar cerca de uma hora e 43 minutos. Em quase todo o planeta será possível acompanhar o fenômeno que, geralmente, ocorre duas vezes por ano, com um tempo de duração de 60 a 80 minutos, podendo durar até muito menos. Em 2015, por exemplo, a cobertura total da Lua durou apenas 12 minutos.

“Agora a Lua vai atravessar bem no centro da sombra da Terra”, explicou a pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional. E é por isso que vai demorar mais tempo até que ela volte a aparecer. Mas, no Brasil, essa fase do eclipse não será visível pelo período integral de 104 minutos. “Toda a parte leste do Brasil vai ver a Lua nascer já durante o eclipse total. Dependendo do lugar, no Rio de Janeiro, por exemplo, a Lua vai nascer 17h26, quando o céu ainda estará claro. Por volta de 18h13, fica mais visível e é quando começa o eclipse parcial [quando a Lua começa a sair da sombra da Terra]”, afirmou.

O eclipse da Lua acontece quando o Sol, Terra e Lua ficam alinhados nesta ordem. O Sol, iluminando a Terra, faz uma sombra no espaço em duas partes: a penumbra, que ainda revela raios do Sol, e a umbra que não recebe qualquer feixe de luz. “Quando a Lua, caminhando em torno da Terra, penetra totalmente na sombra escura temos o eclipse total”, completou a pesquisadora.

No Brasil, em toda a parte leste do país, a Lua já vai nascer na fase total do eclipse, fase que termina às 18h13, no horário de Brasília. A partir desse horário, a Lua começa a sair da sombra mais escura da Terra [umbra], iniciando o eclipse parcial, que dura até 19h19. O fenômeno completo, que inclui a fase penumbral do eclipse, termina às 20h29. Segundo Josina, o eclipse total será visto por toda as regiões Sul, Sudeste e Nordeste. “O Centro-Oeste e parte da Região Norte verá o eclipse parcial e a parte mais a oeste da Região Norte verá somente o eclipse penumbral”, disse. *Agência Brasil (mais…)