Justiça Federal da Bahia manda MEC suspender bloqueio nas universidades.

A Justiça Federal da Bahia determinou, na noite desta sexta-feira (7), que o Ministério da Educação suspenda o bloqueio de verbas nas universidades federais. O governo pode recorrer. A decisão foi tomada pela juíza Renata Almeida de Moura, da 7ª Vara Federal, em Salvador, em resposta a uma ação apresentada pelo Diretório Central dos Estudantes … Leia Mais






Colégio Dária Viana de Queiroz promove ação social no Lar da Misericódia, em Vitória da Conquista


O Colégio Dária Viana de Queiroz tem como um de seus pilares formar cidadãos que tenham consciência de seu papel na sociedade.

Assim, a professora de Língua Inglesa, Ana Paula Ramos em conjunto com os alunos do 3° ano B matutino realizou uma atividade que os permitisse exercer a solidariedade, bem como a interação com os internos do Lar da Misericórdia, em Vitória da Conquista.

Os alunos arrecadaram alimentos, e no dia da visita à Instituição, conheceram os internos e desenvolveram algumas atividades com eles, as quais foram encerradas com um lanche compartilhado. Os alunos amaram a atividade. A proposta é que eles sejam multiplicadores e levem adiante a proposta do Lar da Misericórdia.

 


Tsunami da educação toma escolas e ruas do país e causa confusão no governo


O dia nacional de greve na educação, neste 15 de maio, começou com paralisações em escolas e promessas de manifestações em dezenas de cidades pelo país todo. O movimento teve apoio de trabalhadores no setor de ensino, além de professores, pesquisadores, alunos e pais de alunos. A tag #TsunamiDaEducação já se posiciona no topo do Twitter.

A expectativa de que a primeira grande greve nacional sob o governo de Jair Bolsonaro se confirme em uma das maiores mobilizações do setor na história do país levou o Palácio do Planalto a baterem cabeça ontem. Na Câmara, com votos contrários apenas de deputados do PSL e do Novo, os parlamentares aprovaram requerimento de Orlando Silva (PCdoB-SP) convocando o ministro da Educação Abraham Weintraub para dar explicações sobre a política de cortes e sua conduta movida a rancor ideológico contra as universidades federais.

Enquanto isso, o líder do governo na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO), revelou que, durante reunião com Bolsonaro, acompanhado de vários colegas deputados, o presidente teria telefonado para o ministro da Educação para pedir a suspensão dos cortes. A notícia acabou sendo negada por ordem da Casa Civil. Teria sido mais um recuo de um recuo na curta história desde governo.

Mas o deputado Capitão Wagner (Pros-CE), aliado de Bolsonaro e que esteva presente à reunião de onde partiu o telefonema, foi à tribuna e desmentiu o desmentido: “Quem criou o boato? Foi o governo, que voltou atrás e depois voltou atrás de novo. Recuou duas vezes. Ou ministro está mentindo, ou o presidente não ligou para ele. Será que o presidente forjou a ligação na nossa frente?”

Fonte: Carta Maior


Bloqueios do MEC aos recursos da UFBA podem passam de R$ 55 milhões


Bloqueios do MEC aos recursos da UFBA podem passam de R$ 55 milhões

Depois de anunciar o bloqueio do valor de custeio da Universidade Federal da Bahia em R$ 37,342 milhões, pelo Ministério da Educação (MEC), na terça-feira (30) passada, a instituição sofreu novo corte nos recursos. A UFBA informou que terá R$ 55.906.411 diminuitivos do orçamento para o ano de 2019.Segundo o MEC, o bloqueio é de R$ 50,4 milhões.

O recente bloqueio, que pode virar um corte caso não exista uma alteração até o fim do ano, ocorreu na última sexta-feira, logo quando outras instituições perceberam bloqueio na casa dos 30% em seu orçamento de custeio. O percentual agora equivale a aproximadamente 40% do valor de funcionamento, segundo o Correio.

Só no custeio, o bloqueio será de R$ 49.703.394, essa parte do orçamento é voltada para o pagamento de despesas de água, luz, telefone, internet, limpeza e vigilância.  *Bahia Notícias

(mais…)