PF pede a quebra de sigilo telefônico de Temer e dois ministros

A Polícia Federal (PF) pediu a quebra do sigilo telefônico do presidente Michel Temer e dos ministros Eliseu Padilha (MDB-RS), da Casa Civil, e Moreira Franco (MDB-RJ), de Minas e Energia. O Palácio do Planalto disse que não vai comentar o pedido da PF. O pedido foi apresentado ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), … Leia Mais


Estudantes indígenas e quilombolas têm bolsas cortadas pelo governo Temer

O Governo Federal interrompeu as bolsas do Programa Bolsa-Permanência (PBP) para novos estudantes universitários de comunidades indígenas e quilombolas. A bolsa é no valor de R$ 900 por mês, para ajudar na moradia, alimentação e material escolar dos estudantes. Segundo matéria publicada nesta quarta-feira (06) pelo jornal Folha de São Paulo, 2,5 mil estudantes foram … Leia Mais



Governo publica decreto que aumenta valor pago no Bolsa Família

Presidente Michel Temer havia anunciado o reajuste em discurso dedicado ao Dia do Trabalhador. Pelo decreto, novos valores passam a vigorar a partir de 1º de julho O governo federal publicou nesta sexta-feira (1º) no “Diário Oficial da União” um decreto que reajusta o valor mensal dos benefícios do Bolsa Família. Pela publicação, pessoas em … Leia Mais


Polícia Federal faz buscas na Câmara em operação para apurar fraude nos registros sindicais do Ministério do Trabalho


Houve busca e apreensões nos gabinetes dos deputados Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB). Parlamentares negam participação em fraudes.

PF investiga corrupção na concessão de registros sindicais

PF investiga corrupção na concessão de registros sindicais

Segundo as investigações da Polícia Federal,

  • os registros de entidades sindicais no ministério eram obtidos mediante pagamento de vantagens indevidas;
  • não era respeitada a ordem de chegada dos pedidos ao ministério;
  • a prioridade era dada a pedidos intermediados por políticos;
  • a operação apontou um “loteamento” de cargos do Ministério do Trabalho entre os partidos PTB e Solidariedade.

Em nota, o Ministério do Trabalho informou que acompanha as ações da Polícia Federal e que, apuradas as responsabilidades, aplicará as penalidades previstas em lei.

“Atuamos com o máximo de transparência no sentido de esclarecer definitivamente fatos ora imputados a agentes públicos e em sintonia absoluta com as autoridades”, diz o texto (leia íntegra da nota ao final desta reportagem).

Quem a PF investiga

Na manhã desta quarta, policiais federais fizeram buscas nos gabinetes dos deputados federais Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB), cujas prisões chegaram a ser pedidas pela PF, mas o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) não autorizou.

Wilson Filho disse, por meio de nota, não ter participação na concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Paulinho da Força afirmou que desconhece os fatos investigados. Jovair Arantes diz que se posiciona “em consonância” com nota emitida pelo PTB, segundo a qual a direção do partido “jamais participou de quaisquer negociações espúrias” (veja íntegra das notas dos deputados ao final desta reportagem).

Segundo as investigações, o “núcleo político” do suposto esquema teria como participantes, além dos deputados, o presidente do PTB, deputado cassado Roberto Jefferson; o suplente de deputado Ademir Camilo Prates Rodrigues (MDB-MG); e os senadores Dalírio Beber (PSDB-SC) e Cidinho Santos (PR-MT), atualmente licenciado do mandato.*G1

(mais…)


Mobilizados pelo WhatsApp, caminhoneiros baianos aceitam trégua até nova reunião


Rodovia foi desbloqueada; encontro foi marcado para essa terça, no CAB

Enquanto era realizada a negociação para o desbloqueio temporário da BA-526, nas proximidades da Ceasa de Simões Filho, caminhoneiros registravam tudo com vídeos e áudios na manhã desta segunda-feira (28). Em instantes, já circulava em grupos do aplicativo WhatsApp a decisão da categoria de suspender temporariamente a paralisação na rodovia até a reunião com o governo do estado, marcada para as 10h dessa terça-feira (29) na Secretaria da Segurança Pública (SSP), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Dissipada, a informação chegou aos manifestantes que faziam o bloqueio na Via Parafuso, um dos acessos ao Polo Petroquímico de Camaçari, levando também a suspensão momentânea da greve nesta segunda até o dia do diálogo com o governo.

 

A troca do rádio comunicador pelo aplicativo de mensagens e as ligações via celular mostrar que na Bahia as ações e decisões do movimento grevista estão sendo tomadas de forma organizada. Em Salvador e adjacências as informações são lançadas em três grupos do app, todos com cerca de 260 integrantes – limite máximo. Os grupos são “Unidos Somos Fortes”, formados por caminhoneiros da BA-526 (Cia-Aeroporto), “Rota 99”, composto por grevistas que atuam na BA-099 (Estrada do Coco) e o “Não Passa Nada”, que fazem parte dos caminhoneiros que circulam pela BA-535 (Via Parafuso). São, ao todo, sete pontos de bloqueio que seguem as mesmas orientações. Nesta segunda, segundo a PRF, restavam 40 pontos de bloqueio na Bahia.

“É uma forma prática e rápida de se comunicar e também de deixar todos cientes do nosso passo a passo do movimento no Bahia”, disse o caminhoneiro Arivaldo Xavier Borges, 38, uma das lideranças do grupo que atua na BA-526. *Correioada Bahia

(mais…)


Veja o que dizem as entidades dos caminhoneiros após novo anúncio do governo


Michel Temer anunciou neste domingo (27) novas medidas para atender as reivindicações da categoria. Ainda há protestos pelo país.

Greve dos caminhoneiros segue em estradas do Oeste Paulista (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Três entidades de caminhoneiros ouvidas pelo G1 nesta segunda-feira (28) dizem que aceitam a proposta feita pelo governo para encerrar a greve que já dura 8 dias. Elas afirmam que estão comunicando os grevistas sobre o fim do movimento.

Outras entidades e lideranças, como a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e o Sindicato Interestadual dos Caminhoneiros Autônomos, não tratam a paralisação como encerrada. Ainda há protestos pelo país.

Neste domingo (27), o presidente Michel Temer anunciou a redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias, o estabelecimento de uma tabela mínima dos fretes e a isenção da cobrança de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios, em rodovias federais, estaduais e municipais.

Medidas adotadas pelo governo Temer para acabar com a greve dos caminhoneiros (Foto: Bom Dia Brasil)

Medidas adotadas pelo governo Temer para acabar com a greve dos caminhoneiros (Foto: Bom Dia Brasil)

O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) disse não haver previsão de quando a paralisação dos caminhoneiros irá acabar, porque não há uma liderança única do movimento. “São vários líderes. Ouvimos vários desses líderes e, do que ouvimos, elaboramos essa pauta que nós entendemos que atende aos pleitos dos caminheiros e fomos ao máximo do que o governo poderia ceder”, disse. *G1

(mais…)