Moradora com sintomas da covid-19 em Barra do Choça, queixa que voltou para casa sem realizar o teste


Uma moradora de Barra do Choça procurou a direção do Blog do Jorge Amorim nesta terça-feira (30), para reclamar de uma profissional do Centro de referência da covid-19, do município.

De acordo com esta paciente que não quis se identificar, ela está há 10 dias com sintomas do coronavírus. Como orienta a secretaria de saúde, hoje, ela resolveu procurar centro de referência da covid-19. Ela queixa que foi muito maltratada, e mesmo chegando cedo, não conseguiu realizar o exame para certificar se estava realmente com a doença. O mesmo ocorreu com outras pessoas.

Veja o Relato.

Olá Jorge Amorim, sou moradora de Barra do Choça, mas atualmente trabalho no Setor de saúde de Vitória da Conquista.

Hoje depois de 10 dias com com febre, tosse, dores no corpo e outros sintomas da covod-19, resolvi procurar o centro de referência da covid-19 em Barra do Choça, conforme é orientada pela Secretaria de Saúde do município.

Primeiramente tentei ligar, mas ninguém me atendeu. Aliás, aqueles telefones que ali estão, para lhe dar informação, ninguém atende. Então, fui lá ao meio-dia de carro. Estava fechado, e um rapaz que estava na frente da rodoviária com termômetro para fazer a triagem das pessoas que chegavam, me informou que eles (profissionais) estavam no horário de almoço e que retornariam às 14 horas.

Quando foi às 14:15 eu voltei à rodoviária, e na minha frente tinha umas 10 pessoas. Não questionei, esperei afastada no meu lugar. Quando faltavam seis pessoas pessoas, exatamente 15:30 horas da tarde, e comigo sete para fazerem o teste, a profissional se recusou a continuar o trabalho. De acordo com a recepcionista da equipe, não fazia mais por que o horário era até às 16:00 horas e não dava mais tempo.

Eu a questionei, quando a vi fazendo um comentário e mandando duas pacientes embora porque não fazia mais porque eram 16 horas. Achei um absurdo e questionei, mas eu vim aqui 12:15, estava fechado e um colega seu que tá fazendo a triagem. informou que estava fechado por que estavam no horário de almoço.

Ela veio com muita ignorância para o meu lado, falando que ela não tinha almoçado, mas que eu estava de barriga cheia e que era complicado mexer com gente, e que as pessoas eram falsas e começou a falar coisas absurdas.

Eu não vim aqui passear, disse. Vim aqui porque eu preciso, eu estou com sintomas da doenças, e quero fazer o teste, não vim aqui questionar o horário de almoço seu e de ninguém.

Jorge Amorim fique muito triste voltei para casa sem realizar o exame e outras pessoas também. Onde está esta saúde de qualidade que tanto falam nas redes sociais. Eu quero saber.