Ônibus clandestinos usam rotas alternativas para chegar a Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia


Transportes clandestinos furam barreiras sanitárias trazendo famílias de São Paulo para BA
Transportes clandestinos furam barreiras sanitárias trazendo famílias de São Paulo para BA
 Com o transporte interestadual liberado, ônibus de turismo param na frente da rodoviária fechada em Vitória da Conquista e desembarcam passageiros vindos de São Paulo. Mas nem sempre a movimentação é de passageiros e veículos legais.

“A gente recebe, com muita frequência, denúncia de particulares que buscam o município informando que um ônibus que vem de outros estados, principalmente São Paulo, param nas intermediações da rodoviária e desembarcam passageiros”, diz Jackson Yoshiura, secretário de mobilidade urbana de Vitória da Conquista.

Vitória da Conquista é rota de ônibus interestaduais — Foto: TV Santa CruzComo Vitória da Conquista está na rota de passagem de veículos que vêm do Nordeste e Sudeste do país pela BR-116, a cidade se tornou um dos principais focos de fiscalização, já que o número de ônibus clandestinos aumentou consideravelmente no país, segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

“Os transportadores clandestinos estão se aproveitando deste momento de pandemia e que as empresas regulares estão com restrições para operar para, justamente, aumentarem as suas viagens e cobrarem valores maiores do que aqueles que costumavam cobrar para fazer o transporte de pessoas de São Paulo para o Nordeste, Bahia, Alagoas, entre outros estados”, explica Carlos Almeida, especialista em regulação da ANTT. G1

Vitória da Conquista é rota de ônibus interestaduais — Foto: TV Santa Cruz

Barreiras sanitárias foram montadas em pontos estratégicos pela ANTT, em conjunto com as polícias rodoviárias Federal e Estadual, Sistema Municipal de Trânsito e Vigilância Sanitária.

Até este sábado (23), foram apreendidos cinco veículos clandestinos na região sudoeste, três ônibus e duas vans. Destes ônibus, dois foram parados em Livramento de Nossa Senhora e outro em Brumado, todos vinham de São Paulo. As vans vinham de estados do Nordeste, mas também seguiriam para São Paulo. Esses cinco veículos levavam 94 passageiros, que agora estão sendo monitorados pela Vigilância Sanitária.

“Boa parte destes transportes não têm a menor condição de circular. Estamos encontrando veículos com pneus lisos, para-brisas quebrados e, acredite, até um veículo encontramos com apenas um parafuso na roda”, diz o tenente Marcos Farias, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

“Às vezes, eles acabam fazendo a opção por uma estrada um pouco mais perigosa, acidentada, e isso pode gerar diversos acidentes”, alerta.

A Polícia Rodoviária Estadual alerta que realiza fiscalização itinerante nestas vias e pede que os moradores façam denúncias se avistarem atividades irregulares.