Avião ucraniano com mais de 100 passageiros cai perto do aeroporto de Teerã


Parte do Boeing 737 que caiu logo após a decolagem em Teerã, no Irã — Foto: Reprodução/Reuters

A imprensa iraniana noticiou a queda de um avião Boeing 737 perto do aeroporto de Teerã, capital do Irã, na manhã de quarta-feira (8, horário local). A queda teria acontecido pouco após a decolagem do aeroporto Imam Khomeini, segundo a agência Isna.

Equipes de resgate na área onde Boeing 737 caiu em Teerã, no Irã — Foto: Nazanin Tabatabaee/Reuters

Reza Jafarzadeh, porta-voz da Organização de Aviação Civil do Irã, disse à televisão estatal que havia 167 passageiros e 9 tripulantes. Ainda segundo as autoridades iranianas, não há sobreviventes.

O voo 752 da Ukraine International Airlines partiu com quase uma hora de atraso, às 6h12, e tinha como destino o Aeroporto Internacional Boryspil, em Kiev, na Ucrânia.

Imagens mostram momento e queda de avião no Irã

Imagens mostram momento e queda de avião no Irã

Segundo o ministro ucraniano Vadym Prystaiko, no voo havia passageiros de 7 nacionalidades: 82 do Irã, 63 do Canadá, 11 da Ucrânia (9 tripulantes), 10 da Suécia, 4 do Afeganistão, 3 do Reino Unido, e outros 3 da Alemanha. G1

Equipes de resgate na área onde Boeing 737 caiu em Teerã, no Irã — Foto: Nazanin Tabatabaee/Reuters

Equipes de resgate na área onde Boeing 737 caiu em Teerã, no Irã — Foto: Nazanin Tabatabaee/Reuters

A queda do avião aconteceu poucas horas após o Irã ter disparado mísseis contra duas bases aéreas que abrigam tropas dos EUA no Iraque, em resposta à morte do general Qassem Soleimani. Não há informações sobre relação entre os dois casos.

Imagem de julho de 2017 mostra Boeing 737 da Ukraine International Airlines, semelhante à aeronave envolvida num desastre perto do Aeroporto de Teerã nesta quarta-feria (8) — Foto: Jack Guez/AFPImagem de julho de 2017 mostra Boeing 737 da Ukraine International Airlines, semelhante à aeronave envolvida num desastre perto do Aeroporto de Teerã nesta quarta-feria (8) — Foto: Jack Guez/AFP

Imagem de julho de 2017 mostra Boeing 737 da Ukraine International Airlines, semelhante à aeronave envolvida num desastre perto do Aeroporto de Teerã nesta quarta-feria (8) — Foto: Jack Guez/AFP