“Defesa agropecuária baiana passa por momento delicado”, alerta deputado estadual Eduardo Salles



Durante a reunião da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira (4), o deputado estadual Sandro Régis (DEM) demonstrou preocupação sobre a incidência de doenças infectocontagiosas na Bahia. Agrônomo, o deputado estadual e líder da bancada do PP, Eduardo Salles concordou que a situação da defesa agropecuária no estado passa por momento delicado.

“O colega Sandro Régis trouxe um assunto que precisa ter um olhar especial, independente de bandeira partidária, para trabalharmos de forma integrada em ações no combate e prevenção de qualquer doença”, pontuou o parlamentar.

Após as questões serem colocadas, junto com a presidente da Comissão, a deputada estadual Jusmari Oliveira, e os deputados Zé Coca e Zó, foi definido, por unanimidade, reunião com a diretoria da ADAB para ouvir o posicionamento do órgão e saber quais ações estão sendo tomadas no combate e prevenção das doenças infectocontagiosas.

Na última semana, oito jumentos foram sacrificados em Canudos, no sertão da Bahia, após serem contaminados com mormo, doença infecto-contagiosa dos equídeos, que também pode atingir humanos, causada pela bactéria Burkholderia mallei. Segundo a ADAB, a Bahia não registrava casos de mormo desde 2013.

O deputado estadual Tiago Correia (PSDB), destacou a gravidade da situação e a dificuldade que a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) se encontra atualmente. “A Bahia possuía uma das melhores agências de defesa estadual e vem perdendo status chegando hoje à penúltima colocação a nível nacional. Precisamos ter um olhar especial e tomarmos atitudes urgentes”, destacou. ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

 

Entenda a regra que pode congelar os recursos do governo Bolsonaro nas próximas semanas


Com as contas públicas desequilibradas, o governo Jair Bolsonaro pode ficar sem dinheiro já nas próximas semanas para oferecer crédito barato aos produtores rurais e pagar despesas cruciais como Bolsa Família e aposentadorias do INSS.

Para evitar esse problema, o Planalto precisa que o Congresso aprove em até duas semanas autorização para emitir quase R$ 249 bilhões em dívida.

Se o Congresso não autorizar a União a fazer essa captação de recursos se endividando, o presidente terá uma escolha difícil na ponta da caneta: cancelar as despesas e agravar a crise econômica do país ou mantê-las e correr o risco de sofrer um processo de impeachment.

Por trás desse possível dilema está a chamada “regra de ouro” – norma constitucional que proíbe o governo de fazer dívidas para bancar despesas correntes (gastos com administração e serviços públicos, como salários de servidores, benefícios sociais, vacinas, material escolar, contas de luz, etc), salvo se houver autorização expressa do Congresso.

O objetivo da restrição é evitar um descontrole da dívida pública e garantir que gerações futuras não tenham de arcar com despesas feitas no passado.

“Pode até não aprovar (o crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões), mas aí você está diante de um quadro que é eventualmente de colapso social e econômico”, alertou o secretário de Macroavaliação Governamental do Tribunal de Contas da União (TCU), Leonardo Albernaz, durante audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso há duas semanas.

O relator do Projeto de Lei que trata do tema, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), apresentará na quarta-feira (05/06) seu texto para votação na CMO, recomendando a liberação do crédito.

A expectativa é de que o valor seja aprovado e, no mesmo dia, a matéria seja votada em sessão conjunta do Senado e da Câmara convocada pelo presidente do Congresso, senador David Alcolumbre (DEM-AP).

Rocha diz que o governo é o culpado pela demora na análise do pedido – o Executivo solicitou autorização para o crédito extra em março, mas demorou a enviar informações solicitadas pela CMO. “Estamos correndo contra o tempo”, criticou.

Incêndio atinge hospital municipal no interior da Bahia


Um incêndio atingiu o Hospital Municipal da cidade de Maiquinique, no sudoeste da Bahia, na tarde desta segunda-feira (3). Por conta do ocorrido, os pacientes internados na unidade precisaram ser retirados do local.

De acordo com o site ‘Políticos do Sul da Bahia’, o combate às chamas foi feito por funcionários e moradores do município, pois o local não possui Corpo de Bombeiros. Ainda segundo a publicação, o fogo começou após um suposto curto-circuito. Não há informações sobre a existência de feridos.

 

Menina de 2 anos tem 80% do corpo queimado após panela de pressão cair em cima dela na BA


Menina de 2 anos tem 80% do corpo queimado após acidente com panela de pressão na Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Uma criança de 2 anos teve 80% do corpo queimado após um acidente doméstico envolvendo uma panela de pressão, no povoado de São Sebastião, localidade conhecida Cova de Onça, na cidade de Valença, baixo-sul da Bahia. O caso aconteceu na manhã de domingo (2). A criança estava na cozinha de casa quando a panela em cozimento caiu em cima dela.

A menina foi socorrida para Salvador pelo Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar, que foi acionado pela Central de Regulação do estado. Ela foi levada para o Hospital Geral do Estado, de acordo com a PM.

A polícia informou que, segundo avaliação médica, a demora no transporte por ambulância diminuiria as chances de sobrevivência da criança, por isso o Graer foi acionado. O G1 entrou em contato com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que disse que não divulga informações sobre nenhum paciente. Fonte: G1

Cartório Eleitoral informa o cancelamento de títulos de eleitores de Barra do Choça e Planalto


O Cartório da 139ª Zona Eleitoral informa o cancelamento dos títulos dos eleitores de Barra do Choça e Planalto que não realizaram o cadastramento biométrico (ou não informaram impossibilidade por motivo de saúde através de processo administrativo).

Foram cancelados também os títulos dos eleitores que não votaram ou não justificaram ausência em três eleições consecutivas. Também estão cancelados os títulos dos eleitores de Barra do Choça e Planalto que realizaram a biometria em data anterior a 05/11/2015. Para saber se o seu título está cancelado consulte o portal do TRE-BA

Resultado de imagem para cancelamento de titulos na bahia

Para saber se o título foi cancelado, basta consultar a situação no portal do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) na área de “Eleitor e Eleições – Situação eleitoral – consulta por nome ou título”. Caso prefira, o eleitor pode comparecer a qualquer cartório eleitoral com um documento de identificação com foto. 

Acompanhe a transmissão pela Rádio Barra Web a Sessão da Câmara de Barra do Choça, hoje, às 9:00 hrs


O Blog do Jorge Amorim em parceria com a Rádio Barra Web, realizam na manhã desta terça-feira (04), às 9:00 horas no Plenário Fidelis Pereira,a transmissão da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Barra do Choça.

Com a ação, os moradores poderão acompanhar tudo o que acontece de importante na Casa de Leis, sem sair de casa. Acompanhe pelo Blog e pela Rádio Barra WEB a transmissão ao vivo, e conheça o trabalhos e projetos do seu vereador. O pronunciamento, as votações dos requerimentos e dos projetos de Leis que mexem com a sua vida e de sua cidade.

Acesse o aplicativo da Rádio Barra WEB ou aqui no Blog do Jorge Amorim.

Após perseguição, Rondesp apreende droga e arma com ocupantes de táxi em Conquista


Uma fuga alucinada, na noite dessa segunda-feira (03), terminou em um grave acidente, duas prisões e apreensões de droga, arma e adolescentes.

A perseguição começou nas imediações do bairro Santa Cruz, quando a Rondesp avistou um táxi com quatro passageiros. Os ocupantes iniciaram a fuga e seguiram em alta velocidade pela Av. Brumado, onde o condutor do táxi perdeu o controle da direção e bateu em três carros e uma moto, antes de parar. De acordo com a polícia, imediatamente após o acidente, os ocupantes do táxi foram detidos e dentro do veículo foram encontrados droga e arma.

O motorista do táxi, que estava embriagado, contou à polícia que pegou corrida como grupo, mas ao notarem a aproximação das viaturas, foi obrigado a iniciar a fuga.  Ele foi autuado em flagrante por conduzir veículo sob efeito de álcool.

Daniel Paiva Almeida, 19 anos, foi preso por suspeita de tráfico de drogas.Os três adolescentes foram liberados. Blitz Conquista