Agricultores familiares de Pernambuco conhecem experiência de cooperativa de café do sudoeste baiano


Uma comitiva formada por 25 agricultores familiares, que cultivam cafés especiais no município de Triunfo, no estado de Pernambuco, visitaram, nesta segunda-feira (27), a Cooperativa de Cafeicultores de Barra do Choça (Cooperbac), apoiada pelo Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio de acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

A visita teve o objetivo de apresentar aos agricultores a experiência exitosa da Cooperbac, que vem se consolidando na produção e comercialização de café na Bahia. O Governo do Estado está aplicando mais de R$1,5 milhão na cooperativa para a melhoria do cultivo do grão de 155 agricultores familiares, diretamente, e 9.433, indiretamente.

Os agricultores pernambucanos conheceram a estrutura da Cooperbac e trocaram experiência sobre a execução, gestão financeira e monitoramento de projetos, além de debaterem sobre os aspectos produtivos e de comercialização, um dos grandes obstáculos dos agricultores familiares.

Para a presidente da Cooperbac, Joara de Oliveira, o intercâmbio foi muito importante para trocar experiências: “Eles vieram conhecer a experiência da Cooperbac, com os investimentos que o Governo do Estado fez e está fazendo na nossa cooperativa. É importante mostrarmos a experiência que temos, a importância da inserção das tecnologias que o Bahia Produtiva nos proporcionou, tanto no campo com a instalação de estufas e despolpadores, quanto na unidade com a instalação de máquinas, softwares, do laboratório, seguindo com a capacitação de jovens”.

O agricultor familiar de Triunfo, Adjaci Alves, afirmou que o intercâmbio possibilitou conhecimento e motivação: “Saímos do sertão de Pernambuco pra uma realidade diferente da nossa para ganhar essa visão de agregar valor ao nosso produto. A visita nos deu suporte, nos incentivou e motivou, mostrando que o café é produtivo desde que possamos agregar valor nos cuidados e com apoio de entidades que nos dê suporte tanto na produção como na comercialização”.