Estudantes americanos ministram oficinas sobre Robótica e Programação com Scratch no CJCC de Vitória da Conquista


Esta semana está sendo de novos conhecimentos sobre tecnologia para os estudantes do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Vitória da Conquista (520 km da capital). Eles estão trocando experiências com quatro universitários americanos do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT) – uma das mais conceituadas universidades do mundo – e que estão ministrando oficinas criativas de Programação com Scratch e de Robótica, até a próxima sexta-feira (11), para os estudantes da rede estadual de ensino.

As atividades também contam com a parceria de alunos da Universidade de São Paulo (USP), do Instituto Federal da Bahia (IFBA) e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), responsáveis por fazerem a mediação entre os alunos do MIT e os alunos do Centro Juvenil. As oficinas são verdadeiros laboratórios de ensino personalizado sobre temas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, que vão complementar o currículo do Centro Juvenil, destacando a abordagem prática do MIT à Educação. Os estudantes do MIT vão se dividir em duplas no período de realização de cada curso.O universitário do MIT, Mario Menezes Contreras, 21, que está ministrando a oficina de Programação com Scratch, falou da troca de experiências com os estudantes da rede estadual. “Estou aproveitando para passar um pouco do meu conhecimento e falar sobre a minha realidade que é similar à deles, porque também cresci sem acesso à ciência e tecnologia e, mesmo assim, consegui chegar no MIT e, isso, serve de exemplo para eles. A ideia da oficina é ensiná-los a pensar como programadores para que eles sejam incentivados a aprender outras linguagens”, revelou.

A estudante Analu Jesus Silva, 16, do Colégio Estadual Adélia Teixeira, disse que está gostando muito da oficina de Robótica. “Esta é uma área que eu acho muito interessante e ter contato com estudantes americanos, falando em Inglês, é muito interessante”, afirmou. ASCOM/GOV-BA

 

Quem também está aproveitando ao máximo a oficina de Robótica é Juliana Laranjeiras, 16, 2º ano, que estuda no Colégio Estadual Abdias Menezes. “Estou tendo contato com a Robótica pela primeira vez e poder adquirir conhecimento com os americanos é muito enriquecedor, pois também estamos revisando assuntos visto no colégio, a exemplo de Função do 2° Grau”, disse, entusiasmada.

Para a diretora do CJCC de Conquista, Elmara Pereira de Souza, esta é uma grande oportunidade. “É um privilégio receber no centro esses estudantes de uma instituição renomada e acredito que nossos alunos vão sair com mais conhecimentos e com a perspectiva de que podem aprender muito mais. Além disso, a limitação do idioma não está sendo uma barreira e, sim, um incentivo para que eles aprendam Inglês”, destacou a gestora.