Cresce a produção de cafés especiais em Barra do Choça


Joara Oliveira, presidente da COOPERBAC, comenta sobre a produção de café no município

Equipe responsável: Renam, Gabriel, Davi, David e Paloma – 3º A.

Matéria publicada originalmente no Jornal do Dária, edição de dezembro de 2018

A nossa equipe ficou responsável pela produção de uma matéria para o Jornal do Dária sobre cafés especiais em Barra do Choça. O café é uma bebida que não pode faltar na mesa do Brasileiro. A Bahia vem sendo destaque na produção de café, principalmente na agricultura familiar, inclusive aqui no município de Barra do Choça. Para falar sobre esse tema, entrevistamos Joara Oliveira, presidente da Cooperativa Mista dos Pequenos Cafeicultores de Barra do Choça (COOPERBAC).

Jornal do Dária (JD) – O que seria considerado um café especial?

Joara Oliveira – O café especial que a gente chama de café gourmet é aquele café que é produzido, tratado, exatamente com essa finalidade. Desde o princípio, portanto, o produtor já pensa em fazer um café gourmet. Desde aspectos como a correta maturação do grão, até a nutrição do café. Para se ter uma ideia, o café gourmet só é produzido quando o café estiver maduro, ou vermelho mais intenso ou amarelo mais intenso, tem que ser na cor exata, para que atinja o chamado o “grau brix”. Então, quando chegar nesse ponto ele colhe o café, faz a despolpa. Depois disso, leva para a estufa, e aí tem que ter o cuidado de mexer o café ao menos 10 vezes ao dia para não correr o risco do café fermentar. Lembrando que o café especial se gasta muito tempo para colher, pois é colhido manualmente. Colhe “a dedo”.

JD – Durante o processo de produção, ali no campo, a umidade ou clima afetam a cafeicultura?

Joara – Sim, o clima afeta muito, a gente tem exemplo de Barra do Choça que final de 2014, 2015, e 2016 no primeiro semestre 2017 as condições climáticas foram muito desfavoráveis à cultura do café. O índice pluviométrico não foi adequado, ou seja, não choveu nada. Assim o produtor não conseguiu produzir café de qualidade, os que conseguiram foram aqueles que tinham café irrigado. Em Barra do Choça a grande maioria, eu acho que mais de 90% das propriedades produtoras de café, é no sistema de sequeiro (sem irrigação). Infelizmente quem tinha o costume de fazer um café de qualidade não teve condição por conta do clima nesses anos.

JD – O que diferencia na produção do café gourmet do café comum?

Joara – No laboratório o degustador pega a bebida, faz os devidos testes e dar uma pontuação. Para ser um café gourmet ele tem que ter pontuação e características adequadas. O degustador divide pela aquela quantidade de características e obter uma pontuação acima de 86%. A pontuação máxima é 100.

O Jornal do Dária é uma realização do Colégio Estadual Dária Viana de Queiroz, sob a coordenação do professor e jornalista José Amorim

Vitória da Conquista:Balanço do ‘Saidão de Natal’.


Um total de 184 detentos foram beneficiados pelo “Saídão do feriado de Natal” do presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista. No novo presídio não houve saidão.

Dos 184 beneficiados  no indulto,dois morreram em confronto com a polícia.Ismael Silva de Almeida foi um dos que vieram à óbito no confronto,ele tinha várias passagens por homicídios.
O outro conforme já reparamos,trata-se de Leandro Santos Cerqueira(vulgo Léo Rick) que respondia por tráfico.

Segundo informações dos 182 que  teriam que retornar,9 não retornaram…Então apenas 173 detentos voltaram para cumprirem suas penas. Blog do Léo Santos

Pai entra no mar para salvar filho e os dois morrem afogados no sul Bahia


Pai e filho morreram afogados na praia de Taipu de Fora, na Península de Maraú, região turística do sul da Bahia, na manhã desta quinta-feira (3).

De acordo com a polícia, o homem, de 44 anos, entrou no mar para salvar o filho, de 18, após perceber que o jovem estava se afogando, mas não conseguiu resgatar o rapaz e os dois acabaram morrendo.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta das 11h. As vítimas foram identificadas Benivaldo Marques de Santana (pai) e Eliel Vinicios Schultz de Santana (filho).

Ainda conforme a polícia, Benivaldo era natural de Maraú, mas morava em São Paulo, e estava passando férias com a família. Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus. G1/BA

Vendo casa na rua Florival Amorim; IMPERDÍVEL !!!


Vendo casa na rua Florival Amorim, no centro, ao lado do Hospital de Barra do Choça. São 6 x 30 metros, com rua asfaltada, rede de esgoto e boa localização. Documento regularizado, pronto para transferência.

Os interessados podem entrar em contato pelo (77) 99908-5550 e fará um bom negócio.