Bebezinho que chegou morto à UPA foi assassinado pela própria mãe; Polícia detalha crime


A Delegacia de Homicídios foi informada por um funcionário da UPA de Vitória da Conquista sobre a morte de A.F.A., 03 meses de idade, nesta terça-feira (27), o qual deu entrada já sem vida na unidade, após o SAMU ser acionado por sua genitora Graciane Almeida Silva, de 30 anos.

Graciane disse às equipes que fizeram os atendimentos na UPA e no SAMU que seu filho havia passado mal e falecido em casa. A mesma versão foi apresentada aos seus familiares e, inicialmente, à Polícia Civil.

Contudo, como a DH realizou continuamente várias diligências, desde ontem à noite, para investigar a conduta de Graciane enquanto mãe, apurando que esta apresentava comportamento agressivo com seus filhos, e, principalmente, diante da constatação do laudo de necropsia que apontou traumatismo crânio encefálico como a causa da morte de A.F.A. ,  Graciane terminou confessando que desferiu um tapa no rosto do seu filho porque este estaria chorando demais. Blog do Rodrigo Ferraz

É importante ressaltar que Graciane também confessou ter sido a responsável pela fratura no fêmur do mesmo filho, ocorrida no dia 12 deste mês, e que teria agido assim pelos mesmos motivos que a levaram a assassiná-lo na data de ontem.

Outro fato que merece atenção é que o irmão gêmeo da vítima faleceu no dia 06 de novembro, sendo diagnosticada parada cardiorrespiratória como causa da morte. Diante do quanto apurado na presente data, a Polícia Civil, através desta Delegacia de Homicídios, irá representar pela exumação do seu corpo para verificar se este sofreu algum tipo de violência que não foi percebida na ocasião da sua morte.