Polícia encontra ‘cemitérios de jumentos’ nos municípios de Itapetinga e Itororó


Dois ‘cemitérios de jumentos’ foram encontrados até o fim da manhã desta terça-feira (30/10), na zona rural dos municípios de Itororó e Itapetinga, no interior da Bahia.

Na semana passada, a Polícia Civil encontrou diversos jumentos mortos em uma fazenda, próximo a Bandeira do Colônia, no município de Itapetinga. E nesta manhã, o problema voltou a se repetir. Vários jumentos foram jogados às margens da rodovia que liga os municípios de Itororó e Firmino Alves, próximo ao distrito de Rio do Meio. Alguns jegues ainda estavam agonizando quando a Polícia Chegou ao local da denúncia.

Os policiais conseguiram prender dois caminhoneiros, um comprador e um chinês. A identidade deles ainda não foi divulgada para a imprensa, mas os acusados deverão responder pelos os crimes de maus-tratos contra animais e meio ambiente. Segundo a polícia, os jumentos seriam abatidos no Frigorífico Sudoeste, localizado em Itapetinga, cerca de 30 quilômetros de onde os animais foram encontrados.

Éder Rezende, um dos responsáveis pelo o frigorifico, informou ao site, que não tinha conhecimento do caso, se encontra em viagem fora do estado, mas, quando retornar irá se pronunciar sobre o assunto. No dia 30 de agosto do corrente ano, uma empresa chinesa e o citado frigorífico foram denunciados à Polícia Civil e Ministério Público (MP) depois que um ‘cemitério de jumentos’ foi encontrado em uma fazenda no perímetro urbano de Itapetinga. Assista ao vídeo e confira os detalhes, inclusive, com a entrevistas exclusivas. *Itapetinga Repórter

10 temas de redação que NÃO devem cair na prova do ENEM, segundo professores


Falta pouco para o Enem 2018. No primeiro domingo de novembro, (04/11), será aplicada em todo o Brasil a primeira prova da avaliação que é porta de entrada de estudantes para dezenas de universidades públicas. Além das questões de ciências humanas, ciências da natureza e matemática, tem a redação, cujo tema surpreende a cada ano.

Com o objetivo de dar uma força pra quem está dando aquela última revisada, o site entrou em contato com professores de cursinhos pra fazer a seguinte pergunta: que temas NÃO DEVERÃO ser cobrados na redação do Enem 2018? É importante ressaltar que não existem temas impossíveis, e sim improváveis. Eles foram selecionados levando em conta a experiência dos entrevistados com provas do Enem de anos anteriores. Veja a lista:

1. Liberação do porte de armas de fogo

Esta questão é bastante polêmica, tem muitos pontos de vista e um elemento importante a ser considerado. “Dependendo dos argumentos utilizados, o aluno acaba incidindo no desrespeito aos direitos humanos. Convém lembrar que, desde 2017, o Inep não zera mais o texto que desrespeita os direitos humanos, mas ainda desconta 200 pontos de mil, se o desrespeito estiver na proposta de intervenção”, pondera o professor Romulo Bolivar, professor de português e redação do ProEnem. Ou seja, a construção do texto sobre esse tema poderá induzir o aluno a produzir argumentos que podem ferir os direitos humanos – e, consequentemente, reduzir a nota da redação do candidato.

2. Corrupção na política

Essa questão está sendo discutida nas mais variadas regiões do país especialmente porque 2018 é ano de eleição. Muitos políticos foram acusados, denunciados e condenados por estarem envolvidos em escândalos de desvio de dinheiro público. Apesar disso, a aposta de professores é que o tema não será cobrado na redação porque “não é esperado que o Enem, mecanismo gerido pelo Ministério da Educação, enseje tão contundentemente mecanismos e circunstâncias de crítica ao Governo Federal”, defende Romulo Bolivar, professor de português e redação do ProEnem.

Bandidos armados assaltam correspondente bancário durante o dia na cidade de Boquira


Na segunda-feira (29/10), um correspondente bancário do Bradesco foi assaltado em plena luz do dia na cidade de Boquira, a 237 km de Brumado. Os assaltantes não se intimidaram e agiram em um dos horários mais movimentados do comércio onde funciona o correspondente.

Nas imagens das câmaras de seguranças do local é possível ver os dois marginais chegando em uma motocicleta. Segundo o site, com capacetes, eles entraram no estabelecimento armados e fizeram um dos funcionários refém. A ação durou pouco mais de um minuto e causou pânico entre os presentes. A polícia militar foi acionada, realizou rondas pela região, mas, até o momento, ninguém foi preso. A quantia roubada não foi divulgada. *Boquira em Ação

 

Divulgada a lista de classificados do concurso público da Prefeitura de Anagé


A Comissão para Acompanhamento e Fiscalização do Concurso Público do Edital nº 001/2018, nomeado pela Prefeita Municipal de Anagé – Estado da Bahia, especialmente designada para este fim, nos termos do Decreto Municipal nº. 77/2017, de 02 de novembro de 2017, autoriza a empresa Planejar Consultoria e
Planejamento, publicar no dia 29.10.2018, o RESULTADO DE CLASSIFICADOS DAS PROVAS OBJETIVAS a que submeteram-se os candidatos inscritos, previsto no Edital do Concurso Público nº 001/2018, da Prefeitura Municipal de Anagé – Bahia.

Os candidatos que desejarem interpor recursos contra a Nota da Prova Objetiva deverão fazê-lo através do correio eletrônico: [email protected],
dirigido a Banca Examinadora do Concurso Público, no período de 30 e 31 de Outubro de 2018 até as 23h59min, de acordo com o modelo de formulário de recursos disponível no site http://www.planejarconcursos.com.br, cumprindo o disposto no Edital 001/2018.

Confira a lista dos classificados clicando aqui *Blog do Rodrigo Ferraz

Baiano é dado como morto e tenta provar que está vivo há 13 anos; família enterrou corpo errado


Um baiano de 48 anos luta na Justiça há 13 anos para comprovar que está vivo. Ele foi dado como morto após ter sido roubado na cidade de Minas Gerais, no ano de 2003, quando saiu de Bom Jesus da Lapa, no oeste da Bahia, onde nasceu, para ir morar em Goiânia. O corpo de um desconhecido foi enterrado no lugar dele pela família na Bahia.

“Eu saí para uma festa com uns amigos e um rapaz roubou minha bolsa com meus documentos. Fui na delegacia, mas o rapaz que me atendeu lá disse que não poderia fazer nada e ficou por isso”

A família de Alailson Santos Lima recebeu a notícia de que ele teria sido atropelado e morto ainda em 2003. Na ocasião, a funerária procurou os parentes para mandar o corpo para Bom Jesus da Lapa. A tia de Alailson, Cecília Lima de Matos, foi quem recebeu a ligação.

“Um rapaz me ligou e me pediu R$ 2 mil para enterrar o corpo dele. Eu disse que não tinha R$1 e que era para ele enterrar lá mesmo. Depois, o rapaz me ligou dizendo que estava trazendo o corpo, recebi e fiz tudo como nos conformes”, relatou Cecília.

Quando o suposto corpo de Alailson chegou em Bom Jesus Lapa, a família dele organizou tudo para o funeral. Como eles não pediram para abrir o caixão, enterraram o corpo que seria de Alailson.