Ex-secretário Jay Fernandes participa de evento comemorativo dos 15 anos do Programa Bolsa Família na Bahia


O ex-secretário de assistência social de Barra do Choça, Jailton Fernandes Chagas participou nesta quarta-feira, 04/07 do evento em comemoração pelos 15 anos do Programa Bolsa Família, maior programa social de transferência de renda do mundo.

A imagem pode conter: pessoas sentadas, mesa e área interna

Estiveram presentes a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira; a superintendente de Segurança e Inclusão Alimentar da SJDHDS, Rose Pondé; a diretora presidente da Fundação da Criança e do Adolescente, Regina Affonso; o secretário Nacional de Renda e Cidadania do Ministério do Desenvolvimento Social, Tiago Falcão; o representante da Caixa Econômica, Lídio Carneiro; os presidentes do Coegemas, Jailton Fernandes; e do Conselho Estadual de Assistência Social, Rodrigo Alves.

Com uma intensa programação com debates, palestras e painéis, o evento marca os 15 anos do Bolsa Família, programa criado em 2003. A Bahia é o estado brasileiro com maior número de beneficiários: 1.838.613 milhão de famílias recebem o benefício. Apenas em 2017, as transferências chegaram a R$ 3,8 bilhões. Os recursos permitem que as famílias mais vulneráveis tenham acesso a uma renda mínima para se manterem.

“A grande lição que tiramos é a de que é possível construir políticas públicas de proteção social no Brasil. O Bolsa Família é um exemplo de que essas políticas podem ser de longo prazo e que podemos construir ações integradas e articuladas para melhorar a vida do nosso povo. O Brasil deve insistir sempre na proteção social, no desenvolvimento econômico e na redução da pobreza”, afirmou o secretário Cezar Lisboa, reforçando a importância da luta pela efetivação do Sistema Único de Assistência Social do país. Com informações ASCOM GOV-BA

Beneficiária do programa, Joilma Macedo, do município de Coração de Maria, fez questão de participar do evento e falou aos presentes sobre sua experiência no Bolsa Família. “Sou beneficiária desde 2003 e isso nunca fez com que eu estacionasse. Sempre procurei uma atividade porque o benefício é um complemento, mas também representa a independência e a autonomia de muitas mulheres”, pontuou.

O coordenador estadual do Programa Bolsa Família, Jaimilton Santos, reforçou a necessidade de manutenção do programa para evitar que o Brasil volte a figurar na lista de países com incidência alta de fome e extrema pobreza. “O Bolsa Família deixou pra trás a fome e a miséria para milhões de famílias brasileiras, nós não podemos permitir que essa tragédia volte aos lares brasileiros”, disse.

Por fim, a superintendente Leísa Mendes agradeceu às presenças de secretários municipais, gestores, técnicos e beneficiários do programa que vieram a Salvador. “Nós ainda somos do Brasil desigual e, dolorosamente, concentramos riqueza e acesso a direitos. Continuaremos vivendo esses conflitos sociais enquanto a desigualdade falar mais alto e só venceremos quando superarmos a fome e a desigualdade social”, afirmou.

Estiveram presentes no evento a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira; a superintendente de Segurança e Inclusão Alimentar da SJDHDS, Rose Pondé; a diretora presidente da Fundação da Criança e do Adolescente, Regina Affonso; o secretário Nacional de Renda e Cidadania do Ministério do Desenvolvimento Social, Tiago Falcão; o representante da Caixa Econômica, Lídio Carneiro; os presidentes do Coegemas, Jailton Fernandes; e do Conselho Estadual de Assistência Social, Rodrigo Alves.