Michel Temer tem sigilo bancário quebrado por ministro do STF


A decisão foi em 27 de fevereiro, mas só foi divulgada nesta segunda-feira,05/03. O presidente Michel Temer teve a quebra do sigilo bancário autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, para a investigação no inquérito da elaboração da Medida Provisória dos Portos. Temer é o primeiro presidente em exercício a ter o sigilo de informações bancários suspenso por ordem judicial.

A decisão foi em 27 de fevereiro, mas só foi divulgada nesta segunda-feira (5). Os executivos da empresa Rodrimar, Antonio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, também tiveram o sigilo suspenso. A suspeita é de favorecimento de empresa do setor de portos por um decreto presidencial, em troca de propina.

A Assessoria do Palácio do Planalto informou que o presidente ficou sabendo da decisão por meio da imprensa. “O presidente mandou dizer que pediu ao banco central todas as informações, todos os extratos no período mencionado referente a essa quebra de sigilo. O presidente dará acesso a imprensa porque sabe que essas informação vai vazar”, disseram os assessores em comunicado.

Em comunicado, o Banco Central distribuiu um ofício às instituições financeiras comunicando a decisão do STF e pedindo a liberação das informações. Correio da Bahia

Empresário foi encontrado em Patos de Minas; família ainda não sabe porque ele desapareceu


O empresário George Couto, que estava desaparecido desde o último fim de semana, foi encontrado na cidade de Patos de Minas, interior de Minas Gerais.

O conquistense foi encontrado pela Polícia Civil. Ele passa bem mas, segundo a família, eles ainda não sabem o motivo do desaparecimento do empresário, que deverá chegar a Conquista amanhã (terça-feira).

Uma grande mobilização da imprensa e redes sociais tomou conta da cidade. George é de uma família tradicional na cidade e uma pessoa muito querida. Blog do Rodrigo Ferraz