Vídeo mostra retirada de cobra de máquina de lavar na Bahia


Cobra tem dois metros e foi resgatada por estudante de medicina veterinária, em apartamento no bairro do Cabula.

 Um vídeo mostra a retirada de uma jiboia de dois metros de dentro de uma máquina de lavar, em uma casa no bairro do Cabula, em Salvador. A serpente foi achada pela dona de casa Shirley Oliveira, no domingo (5), e retirado por um estudante de medicina veterinária, amigo da família.

A dona de casa Shirley de Oliveira, que fez o vídeo, conversou com o G1 nesta sexta-feira (10), e contou que tem medo de achar outro animal da mesma espécie em casa. Ela relatou que o animal foi avistado pela filha, de 18 anos, ainda na manhã do domingo.

“Ela viu que tinha alguma coisa estranha dentro da máquina e então me chamou. Quando cheguei, abri a tampa e me deparei com a cobra. Logo percebi que não se tratava de uma cobra pequena pela espessura. Fiquei muito assustada e liguei para os bombeiros e Polícia Ambiental”, relatou Shirley.

Jiboia foi resgatada por estudante de medicina veterinária da Ufba (Foto: Gustavo Rodamilans/ AASE)A dona de casa fez o primeiro chamado por volta das 11h35, quando recebeu instruções até a chegada do socorro. No entanto, até às 13h, ninguém havia chegado e então ela fez uma nova solicitação, que também não foi atendida.

Por volta das 21h30, Shirley resolveu pedir ajuda ao estudante de medicina veterinária João Paulo Ribeiro, que é amigo da família. O animal foi resgatado sem ferimentos e levado para o Ambulatório de Animais Silvestres e Exóticos (AASE), da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

“Hoje vivo assustada, porque não sabemos de onde e como apareceu [a cobra]. Achei um descaso com relação à Polícia Ambiental, pelo fato de ser uma área residencial, além do perigo que todos nós estávamos correndo. Graças a Deus deu tudo certo no final, tanto para nós como para a cobra”, disse Shirley.

A jiboia mede 2,25 metros e pesa cerca de 8 kg. Apesar do tamanho assustar, ela não apresenta risco ao ser humano por não ser venenosa. *G1

“Na região de Salvador é uma espécie comum. Ela não é venenosa e não oferece risco basicamente nenhum ao ser humano. Ela foi encontrada saudável e deve ser solta na natureza em breve”, explicou João Paulo.

O animal deve ser levado para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), mas ainda não há previsão de quando.

Polícia ambiental

Jiboia foi resgatada por estudante de medicina veterinária da Ufba (Foto: Gustavo Rodamilans/ AASE)

Jiboia foi resgatada por estudante de medicina veterinária da Ufba (Foto: Gustavo Rodamilans/ AASE)

A Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) chegou a ser acionada para fazer a remoção do animal, mas não conseguiu atender o pedido ainda no domingo. As equipes só conseguiram chegar na residência na manhã da segunda-feira (6), mas a jiboia já tinha sido retirada.

Em nota, a Coppa informou que houve demora no atendimento devido ao número elevado de pedidos de resgate de animais silvestres no domingo, e que, mesmo com a intensidade de demandas, a unidade atende todos os chamados, ainda que não imediatamente.

A população pode acionar a Polícia Ambiental através do 190 e também dos telefones 71 9 9981-6569 ou 71 3116-9151.

A Guarda Civil Municipal também faz o resgate de animais silvestres e pode ser acionada pelo telefone 71 3202-5312.